(cusvirtual) GT Cultura e Sexualidade no II Congresso Internacional sobre Cultura: Diálogos Brasil-Portugal

Atenção pessoas, envio de propostas até dia 31 de agosto para o GT Cultura e Sexualidade no II Congresso Internacional sobre Cultura: Diálogos Brasil-Portugal a realizar-se na UFBA dia 14 e 15 de novembro de 2016.

Coordenação: prof. Leandro Colling. Aceita trabalhos que analisam as relações entre as culturas, os gêneros e as sexualidades, prioritariamente os que contemplem aspectos relacionados às realidades de Brasil e Portugal. Discussões contemporâneas sobre as diversidades e dissidências sexuais e de gêneros. Análises de produtos culturais sobre as representações dos gêneros e das sexualidades. Discussão sobre os movimentos sociais, ativismos queer e as políticas públicas, identitárias e pós-identitárias para o respeito às diversidades e dissidências sexuais e de gêneros.


--
Leandro Colling
Professor do IHAC e do Programa Multidisciplinar de Pós-graduação em Cultura e Sociedade da UFBA - www.poscultura.ufba.br
Coordenador do Grupo de Pesquisa Cultura e Sexualidade (CuS) - http://www.politicasdocus.com/
Lattes:  http://lattes.cnpq.br/9841032316581104


--
Você recebeu essa mensagem porque está inscrito no grupo "Cus Cultura e Sexualidade" dos Grupos do Google.
Para cancelar inscrição nesse grupo e parar de receber e-mails dele, envie um e-mail para cusvirtual+unsubscribe@googlegroups.com.
Para mais opções, acesse https://groups.google.com/d/optout.

(cusvirtual) Fwd: Enc: [Espaços Culturais] Edital de Dinamização de Espaços Culturais | Divulgação

Repassando

---------- Mensagem encaminhada ----------
De: "Comunicacao Cine Teatro Solar Boa Vista" <comunicacao.ctsolarboavista@cultura.ba.gov.br>
Data: 22/07/2016 17:04
Assunto: Enc: [Espaços Culturais] Edital de Dinamização de Espaços Culturais | Divulgação
Para: "Cine Teatro Solar Boa Vista" <ctsolarboavista@cultura.ba.gov.br>
Cc:





Fundo de Cultura investe R$ 1,5 mi em propostas para dinamização de espaços culturais na Bahia

Em sua terceira edição, o edital já dinamizou mais de 20 espaços culturais

                                                                                                                               

Até o dia 15 de agosto, estão abertas as inscrições para o Edital Setorial de Dinamização de Espaços Culturais, financiado pelo Fundo de Cultura da Bahia. Para esse edital, está previsto um aporte financeiro global de R$ 1,5 mi e os interessados deverão se inscrever exclusivamente através da plataforma digital do Clique Fomento.

Em sua terceira edição, o edital contempla propostas de até R$ 150 mil (para pessoa jurídica de direito privado) ou R$ 132 mil (para pessoa física), que tenham como objetivo a dinamização de espaços culturais no estado da Bahia, através de uma programação regular durante um período de três a seis meses, envolvendo atividades artístico-culturais para todos os públicos.

Desta vez, o proponente deverá prever ações de mobilização e/ou mediação de público como meta do projeto, por exemplo: o fornecimento de transportes para grupos espectadores mediados e mobilização direcionada a novos públicos são algumas formas de mobilização; a produção de cartilhas e material informativo sobre as linguagens artísticas tratadas para um público direcionado podem ser consideradas ações de mediação. A exigência visa o fortalecimento, ampliação de público e desenvolvimento sustentável das atividades culturais.

Além disso, dentre os documentos obrigatórios, o proponente deve apresentar a carta de anuência do responsável pelo espaço cultural onde a proposta será realizada.

Para maiores informações, acesse o site da SecultBA

Balanço – Desde a sua implementação, o Edital de Dinamização de Espaços Culturais já recebeu 132 propostas, destas, 26 foram selecionadas com um investimento total de mais de R$ 2 mi.

Foram atividades culturais abertas à população, como, por exemplo, apresentações de shows e espetáculos, exposições de artes visuais, exibição de filmes, realização de oficinas artísticas, entre outras atividades afins.

Estes projetos aconteceram em espaços culturais que possuem uma gestão própria, com uma equipe de funcionários que executa uma política cultural voltada para o espaço, e que funcionam como pólos de criação, difusão, fruição, formação e produção de conteúdos com finalidade artístico-cultural.

O edital tem a Superintendência de Desenvolvimento Territorial da Cultura (Sudecult) da SecultBA, como unidade executora.














--
Você recebeu essa mensagem porque está inscrito no grupo "Espaços Culturais" dos Grupos do Google.
Para cancelar inscrição nesse grupo e parar de receber e-mails dele, envie um e-mail para espacos-culturais+unsubscribe@googlegroups.com.
Para mais opções, acesse https://groups.google.com/d/optout.

--
Você recebeu essa mensagem porque está inscrito no grupo "Cus Cultura e Sexualidade" dos Grupos do Google.
Para cancelar inscrição nesse grupo e parar de receber e-mails dele, envie um e-mail para cusvirtual+unsubscribe@googlegroups.com.
Para mais opções, acesse https://groups.google.com/d/optout.

(cusvirtual) Fwd: a produção de saber nas construções transidentitárias

Eis o sumário da quinta edição da Periódicus

v. 1, n. 5 (2016)

Corpo, política, psicologia e psicanálise: a produção de saber nas construções transidentitárias

Sumário

Dossiês

Rompendo com o cis-confortoPDF
Patrícia Porchat1-2
Quem tem medo dos saberes T.? Psicanálise, estudos transgêneros, saberes situadosPDF
Thamy Ayouch3-6
A psicanálise e o perigo trans (ou: por que psicanalistas têm medo de travestis?)PDF
Eduardo Leal Cunha7-22
Não fossem seus pêlos vários [de linhas imaginárias, metáforas e provocações trans]PDF
Amara Rodovalho23-31
Com qual sexo se faz qual sexo se somos mil sexosPDF
Miriam Chnaiderman32-40
As contradições da patologização das identidades trans e argumentos para a mudança de paradigmaPDF
Leonardo Farias Pessoa Tenório, Marco Aurélio Máximo Prado41-55
Despatologizando as travestilidades e transexualidades: saúde mental e direitosPDF
Adriana Sales, Herbert de Proença Lopes, Wiliam Siqueira Peres56-72
A psicanálise e a clínica de pacientes transexuaisPDF
Lucas Charafeddine Bulamah, Daniel Kupermann73-86
A diferença trans no gênero para além da patologizaçãoPDF
Beatriz Pagliarini Bagagli87-100
A psicanálise é cisnormativa? Palavra política, ética da fala e a questão do patológicoPDF
Pedro Ambra101-120
Ensaio (travesti) sobre a escuta (cisgênera)PDF
Leila Dumaresq121-131
Para pensar a cisheteronormatividade na psicologia: lições tomadas do transfeminismoPDF
Amana Rocha Mattos, Maria Luiza Rovaris Cidade132-153
Poderes, perigos e inquietações discursivas: um certo discurso analítico sobre teorias do gênero e transidentidadesPDF
Allyson de Andrade Perez154-170
Escutando transidentidades na psicanálise: potencialidades subversivasPDF
Gelberton Vieira Rodrigues171-184
Psicologia e clínica-política no campo das TRANS*diversidadesPDF
Anna Paula Uziel185-194
Medicina: uma ciência maligna? Debate psicopolítico sobre estereótipos e fatosPDF
Jaqueline Gomes de Jesus195-204
Ser uma pessoa transgênera é ser um não-serPDF
Letícia Lanz205-220
A garota dinamarquesa e algumas outrasPDF
Graciela Haydée Barbero221-234
Playing dead: on part-time transvestism, digital semblance and drag feminismPDF
Diego Semerene235-253

Livre

Do uso epistemológico e político das categorias "sexo" e "raça" nos estudos de gêneroPDF
Elsa Dorlin254-271
"Rasgados" x/e/ou "másculos": as performatividades de paquera entre homens na "Pop-ismo"PDF
Fabrício de Sousa Sampaio272-299
As diversas faces da homofobia: diagnóstico dos desafios da promoção de direitos humanos LGBTPDF
Cleyton Feitosa300-320
A invenção discursiva da mulher histérica: uma imersão no filme AugustinePDF
Adalberto Ferdnando Inocêncio, Fabiana Aparecida de Carvalho, Tamires Tolomeotti Pereira321-334
Transitando por direitos: concepções de travestis do interior de São Paulo acerca de Direitos HumanosPDF
Ana Paula Leivar Brancaleoni, Fernanda de Sousa Vieira, Sylvia Maria Godoy Amorim, Rosemary Rodrigues de Oliveira335-356
O que pode a vida suspensaPDF
Paulo César García357-362


ISSN: 2358-0844

--
Você recebeu essa mensagem porque está inscrito no grupo "Movimento Nacional Por Todas as Familias" dos Grupos do Google.
Para cancelar inscrição nesse grupo e parar de receber e-mails dele, envie um e-mail para portodasasfamilias+unsubscribe@googlegroups.com.
Para postar nesse grupo, envie um e-mail para portodasasfamilias@googlegroups.com.
Para ver essa discussão na Web, acesse https://groups.google.com/d/msgid/portodasasfamilias/CAGuFiLB4swzi%3DtqARBptdvUmPK%2BtrZB%2BXBKs__FrHN68PCvR7w%40mail.gmail.com.
Para mais opções, acesse https://groups.google.com/d/optout.



--
Leandro Colling
Professor do IHAC e do Programa Multidisciplinar de Pós-graduação em Cultura e Sociedade da UFBA - www.poscultura.ufba.br
Coordenador do Grupo de Pesquisa Cultura e Sexualidade (CuS) - http://www.politicasdocus.com/
Lattes:  http://lattes.cnpq.br/9841032316581104


--
Você recebeu essa mensagem porque está inscrito no grupo "Cus Cultura e Sexualidade" dos Grupos do Google.
Para cancelar inscrição nesse grupo e parar de receber e-mails dele, envie um e-mail para cusvirtual+unsubscribe@googlegroups.com.
Para mais opções, acesse https://groups.google.com/d/optout.